sábado, 22 de dezembro de 2007

ADEUS ANO VELHO...




Às vezes me surpreendo com o descaramento que tenho de falar tanto a verdade. Amores, oportunidades, amigos... Talvez tenha perdido muita coisa, mas como é bom estar limpa, transparente tranqüila com a consciência. Por um único motivo: ouvir o coração. Pudera eu fugir dessa voz, mas em mim ela não fala; grita, berra. Única escolha e já era!
Hoje tem uma palavra que me dá muita vontade de dizer... é: “Obrigada”. Então vou repetir, repetir e repetir: O- BRI- GA- DA.
Não sei por que, nem para quem. Talvez para a vida, essa infinita imensidão que abarca todos nós e que mesmo nas dúvidas se faz presente pelo fato mais óbvio que é o existir. Tão óbvio que até se torna banal e daí já estamos lá, perdidos naquele mar de quereres, ansiedade, raiva, medo... Pontos negros na estrada que se varridos para baixo do tapete afundam na terra e renascem como galho torto, vento, escuridão e tempestade.
Prefiro sempre a luz, essa que me guia nos momentos de solidão, de gratidão, de criação... Essa que me traz tantas pessoas, presentes, lembranças, momentos, conhecimento. Essa que me diz que o ano acabou, mas que apesar da idade, do fim da ingenuidade, a vida sempre só está começando. Sempre. Até no fim.

5 comentários:

O Profeta disse...

Para ti que me visitaste
Ao longo destes poucos meses
Ofereço-te uma prenda singela
Uma estrela de mil cores

Roubei-a ao firmamento
Deposito-a na tua mão
Para que neste Natal
Te ilumine o coração

Um Santo e Mágico Natal


Doce beijo

Bárbara Cecília disse...

Ju,

Fique bem, tenha um bom Natal, em paz, e nunca se esqueça, a vida, sempre só esta começando. Obrigada pelas palavras.

Beijos

R Lima disse...

Ainda volto aqui antes de 2008.. Por hora e bem atrasado.. Feliz Natal..

Que seus sonhos se tornem realidade!!!



Venha Comemorar o Aniversário do AveSSo em 04 textos até o dia 28/12/2007.


Texto de hoje: FeLiZ soNhoS...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Luis Gomes disse...

Ju, a voz é a tua musa, as palavras tomam conta de teu texto. Isso é a alegrei de quem sabe viver e se entregar aos dias, aos sonhos. Não é um desabafo apenas, é um escrever novamente nas manhãs. Beijos

Mari Carpanezzi disse...

você, que tem o nome de recomeço. né jú?
eu sinto saudades de ouvir você falando qualquer bobagem. então, assim: eu te leio pra te ouvir quando as portas do ano se fecham, as portas de um novo se abrem.
te amo, minha amiga querida.