sexta-feira, 3 de abril de 2009

CHAMBRE


(Preparando aula na Faculdade, essa semana...)

Sexta-feira, noite fria, pede vinho e companhia. Mas corpo pede mais a cama, hoje, sozinha! Dormir para descansar, toda a luta de outrora, que agora, finalmente, finda. Recolho os destroços do chão e como quem faz poesia recrio novo cenário, nova fase de vida. Pinto de giz, aquarela, tinta, e, pisando em estrelas reconstruo a nova casinha. Do corpo, da alma, da vida. Já não há volta para os caminhos que escolhi e os que me escolheram, as estradas de eus, tão gigante, tão fadinha... Ouvindo The Cure, a cura que escorre em ampulheta como areia fina. Lembrar que não há necessidade de repetir o obvio, a não ser por aliteração de poesia. E que até os Guerreiros precisam descansar antes de voltar... Ufa! O som do merecido sono.

24 comentários:

Luis Gomes disse...

Oi querida. Que lindo. Esse tipo de constatação pela escrita, pelos sentidos indo em direção do descanso. Bom final de semana. Beijos

rm disse...

Acha que vida de professora é moleza? rss

Texto impecável, Ju. Parabéns!

Fernando Costa disse...

e quem sabe um sonho de "estar", e estando colher o silencio, nas vezes do merecimento, aquele que nasce por dentro, aqui pretendido explicar; Ou não?????????????

Otima noite de domingo, excelente inicio de semana...Fernando Costa.

Sr. Despedaça Corações disse...

Desejos do corpo.
Desejos da cama.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Juliana, votos de tudo bom para você....
Beijos

. fina flor . disse...

menina, depois de seis meses de peça ando precisando me recolher, descansar também.... tô numa espécie de depressão pós-parto agora que acabou, estranha sensação..... sei que entende, por isso falo....

beijos, lindona

MM.

Olavo disse...

Passando para desejar uma ótima quarta..
Ainda não estou podendo ler os blogs amigos
Minha conexão aqui é ruim...mas volto para ler
Com mais atenção..
Beijão

Bruna Assagra disse...

Te dividir é sempre difícil. Meu sorriso aparente mente. Eu juro que volto. amanhã quem sabe. Porque você faz tudo a sua volta parecer menor????
É estrela, tu és grande pra esse mundinho.

manoela disse...

oi juuuuuuuu, mudanças??? por aqui também, muitas mesmo! passei no concurso para efetiva na ufg e pelo jeito vou ficando pelo goiás... que louco, não sei ainda o que isso significa, mas sei que estou trabalhando muito, feliz. beijos querida, espero que esteja bem :**

Lord of Erewhon disse...

Adormecer a ouvir The Cure dá sono doido e você não dorme porra nenhuma! LOL!!! Mas bom gosto tem... ;)

Dark kiss.

Lord of Erewhon disse...

P. S. Eh-eh! sem dúvida, nenhum cara é mais belo que vampiro!

Salve Jorge disse...

Numa sexta
Como esta
Capaz de haver uma festa
Nalgum lugar
A te chamar
A convidar
A espiar
Pela fresta
Que se isso é tudo que nos resta
Desembesta
Que pra cada cansaço
Há um regaço
No abraço
De um devasso
Que te cura
Da vida dura
Guerreira
A mais faceira
E há quem jura
Estrela pura
Com a chama do desinventar...

Flavio Ferrari disse...

Espero que tenhas dormido bem...
As vezes é mto bom ficar só.
Outras vezes, nada como uma conchinha...

mundo azul disse...

________________________________


Muito lindo o que você escreveu!

Assim é...Escolhas que fazemos, caminhos que trilhamos, nos impõe algumas restrições (benéficas?)...


Beijos de luz e carinho, um dia MUITO FELIZ!

__________________________________

Fernando Ramos disse...

Pela foto nem parece que precisava tanto descanso! Parece de bom astral...

Por acaso, preparava aula do quê?

Tiago Moreira disse...

Descanse, recobre forças e se reinvente, para mais uma vez voltar à luta.

Também estou em fases de mudanças várias, para melhor, como assim espero, mas o começo de cada mudança é sempre um processo.

Tudo de bom pra ti, Moça, beijos.

Mariana Moralles disse...

Oii queridaaa! Obrigada pela visita! Uma graça seu blog!!! Voltarei sempre. Bjssss

Ernesto Dias Jr. disse...

Puro despeito
Não há na engenharia
Professora
Desse jeito

tossan disse...

Você é uma poesia! Descansa e volte a luta com mais energia e poesia no cotidiano. Beijo

Oliver Pickwick disse...

Este é um texto bem ao estilo "reflexões sem dor". Sai de uma vez só, com sinceridade e sem o uso sequer uma única vez da tecla backspace.
Um beijo!

P.S.: quanto ao último comentário lá no condado, o mito é verdadeiro. Eu mesmo tremo de medo de você. :)

Fernando Rozano disse...

gosto imenso da forma como flui tua escrita, repleta de sentido. ao te escrever, ouço Van Morrison e "Astral Weeks"....beijos.

cheguevara disse...

hey amiga!
anduve varios meses dando vueltas*
volví y te visito
abraccio
CHE

Carol Montone disse...

adoro sua forma de dizer, afinidades de quem também é devota de são jorge e tenta se lembrar sempre de que não é necessário e/ou obrigatório repetir o óbvio..
gostei muito
meus beijos
Carol Montone

Marcelo Novaes disse...

Ju,

As aliterações mantiveram o bom fluxo do texto.



Beijos, e boas aulas.






Marcelo.