sábado, 31 de maio de 2008

MINI-CONTO DE MINI-AMOR

No começo todo presente era mágico. e para o futuro...um plano: juntariam cada dez centavos possível até um dia serem felizes para sempre. e o amor durou só seis reais. fim.

41 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

É! Qual a coisa mais im portante no mundo? Desculpem-me, mas é money. Sem grana todo amor acaba. Fria, eu? Nâo. Experiente.
Se gosta de literatura, principalmente poesia, e cinema, resenhas de filmes, vá ao meu blog:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto de pois de www
Um abraço,
Renata

Ju disse...

Renata... o dinheiro nessa história é uma metáfora!!!! não acho que money seja a coisa mais importante do mundo mesmo...
beijos!

R Lima disse...

Ironias à parte.. o amor eterno pode durar bem mais do que o planejado..

já dizia.. eterno enquanto dure.

Bjão,





Texto de hoje: pOrtAs abErtaS...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

R Lima disse...

quis dizer.. bem menos do que o planejado...

JOICE WORM disse...

Ainda bem que os coments ainda não são muitos Ju, parece que pouca gente está acreditando no amor.
Eu estou casada a 21 anos com o Paulo e começamos sem dinheiro, juntamos mais que seis reais, conseguimos ter 18.000 e depois ficamos outra vez sem nada... Conclusão, estamos fazendo um esforço tremendo para recuperar alguma coisa material, mas nunca perdemos nada, nada mesmo, a nível espiritual. E o amor está aí incluído, e será eterno. Com ou sem dinheiro... Acha que sozinhos conseguiríamos melhor? Então e as horas bem passadas, vão ser esquecidas? E acha que alguém mais me fará delirar na cama como ele me faz? Vou abdicar deste meu bom marido que além de tudo, é bom amigo e bom pai? O que? Porque já não temos dinheiro... Imagina!!...

JOICE WORM disse...

Ju, sei que o "dinheiro" é uma metáfora, mas confesso que o erro do primeiro comentário, deu luta...

Luis Gomes disse...

Tanto faz o dinheiro. A aposta, seja no amor, em que quer seja, vem acompanhada pela aposta à vida. Se não acreditar na vida não existirá nenhuma possibilidade de juntar alguns trocados, muito menos amor. Beijo

Ju disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ju disse...

Lui disse tudo. isso é a metáfora! mas ainda bem que deu polêmica a "não compreensão da metáfora" no primeiro post pois adorei o comentário da Joice!!!
beijosBEIJOS

Ígor Andrade disse...

Pelo menos houveram planos!
Beijo!

G.D.M. (Wolf) disse...

O dinheiro não faz felicidade, se existir amor , claro que a comodidade e qualidade de vida pode melhorar, nas sabes, quero lá saber do dinherio...~
O mini conto..valeu 6 reais..

Migalhas também é pão.. e mais vale 6 reais de durabilidade e sentir o amor ..que nunca na vida saber que tipo de sentimento é esse..
adorei..
beijinhos

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Juliana...Quem é bom faz o que pode;
Qem ama faz o impossível.
Beijos de seu amigo

J.F. de Souza disse...

NOSSA!!! Excelente escrito!!!

É bom poder conhecer novos blogs desse padrão...

Hei de voltar mais vezes!

=*

J.F. de Souza disse...

Porque o Tempo não pára
ele sempre prevalece
perante as histórias
que sempre acabam...

Mr. Fart disse...

Como dizia meu sábio avô, "amor de contado não vale um trocado".
Lindo!
Abraços mil!

efvilha disse...

Colhe-se, na intensidade do amor eterno enquanto dure; tal qual sonetou o poeta.

O baú do amor é sem tamanho.

Beijo de Paz, Ju, em ti.

cheguevara disse...

duró lo que tenía que durar+
ni un minuto más ni un minuto menos+
como la vida misma*
abracio
CHE

Betty Branco Martins disse...

querida__________Ju







mas






foi








E
TER
NO


___________enquanto durou!








beijO______C_____carinhO

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Ju, pelo menos fizeram planos... Adorei Amiga!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Ju, pelo menos fizeram planos... Adorei Amiga!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Tudo ou nada ... disse...

Curtinho mesmo rsrs
Bjos

Guilherme F. disse...

Vim conhecer o sorriso e levo o mini-amor. Gostei muito
gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

Cackau Loureiro disse...

Viver de amor?

na verdade as pessoas tem medo de arriscar e lutar por algo juntas, isso está se perdendo!

Oliver Pickwick disse...

Mini no tamanho, contudo, imenso na criatividade. Aprecio o seu poder de síntese.
Um beijo!

P.S.: Estou de volta depois de uma maratona intensa de trabalho e de sucessivas viagens. Desculpe a ausência temporária.

Fernando Rozano disse...

a maior ousadia é amar, e para amar não é necessário um único centavo. tua figura de linguagem é magnífica, pois permite muitas leituras e sobretudo um stop para se pensar a vida. beijo, Juliana.

MentesSueltas disse...

Hola, de paseo, leyendo y saludando con afecto.
MentesSueltas

Raafy. disse...

muito bom !

sobre o q vc postou no blog, ahh, vc acho que sabe com é lá no colégio né ? panelinhas, panelinhas e mais panelinhas. fofoquinhas, fofoquinhas e mais fofoquinhas.
ISAHOSIAHOI'
aah, mas eu sobrevivo !
beijão !

Multiolhares disse...

Existem planos
Por vezes duram pouco
Talvez por pouco ser o amor
bj

rm disse...

Ei Ju, voltei.

Permita a discordância do velho professor de economia: afinal foram nada menos que 3.000% de variação desde os primeiros 10 centavos. Nada mal para um "mini-amor"...

E, afinal, nada dura para sempre.

Mara faturi disse...

uhu...qts comentários; o poema é pequeno, mas o questionamento, sem dúvida ; IMENSO!
A D O R E I;)
Bjo e gracias pela visita, linda poeta:)

Vieira Calado disse...

Mini...
Por vezes diz-me mais que em maxis...
Está bem concebido.
Boa noite, amiga.

Daniel Caron disse...

Adorei Ju. Vc e suas observações precisas. Saudades de ti. Beijo!

Katia Horn disse...

não consegui ler todos os comentários... mas eu adorei o conto... sintético e verdadeiro
tem romances de seis milhões de dólares e outros de seis reais... meu sonho é um dia conseguir juntar fortuna..hehehe...
beijocas

Jordan Duailibe disse...

A idéia para mim foi aplicada perfeitamente,aplicou-se bem o termo metáfora e vou mais além...Uma quantidade boa de tempero na ironia...Soou bem à mercê compreendida e encomendada como(Anedota búlgara)...
Era uma vez um czar naturalista
que caçava homens.
Quando lhe disseram que também se caçam borboletas e andorinhas,
ficou muito espantado
e achou uma barbaridade... Pra bom entendedor...E quantos aos Carlos cherrie,realmente devaneios à parte,risos...

Ricardo Soares disse...

de repente o amor dura apenas um real... mas se foi amor tá valendo...adorei sua mensagem de aniversário no meu blog... vc sempre é bem vinda... tb adorei ter conhecido vc virtualmente...bjs

Francine Esqueda disse...

Olá?! Eu estava morrendo de saudade de passar por aqui!
Obrigada por todos seus comentários!!
Estive trabalhando muito... E pra ajudar meu computador ficou uma semana no conserto!... Mas estou de volta!
Adorei o post!

Beijos no coração!
Ps fui ao show do teatro magico! Aguarde, postarei muitas fotos!!!
Vc gosta deles?

Cris Clébia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Castelo Branco disse...

eu vi uma referência aos uns centavos do colégio perdida por ai1

' arcano disse...

Voce escreve intenssamente bem (:

Bill Stein Husenbar disse...

Curioso conto

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Peregrino disse...

Ju parei para te ler.

Excelente tempo investido aqui no blog. Eu diria Tragicômico mini-conto de mini-amor.

Beijos.