quinta-feira, 1 de maio de 2008

Á PROVA


Chove e me acalma;
Lava a casa
A calça
E a alma.

Eu sou – também-
Uma gota
Louca
Daqui para o além.

Tempo traz
À prova;
Ausência e essência
Em permanência.

Licença;
Sem lenço
Documento
E silêncio

Sim ao pensamento
Sem ti (r)
Par(a) ti(r)

22 comentários:

Ditaur disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Juliana, gostei de seu texto... Apesar de alguma insegurança...Sim ao pensamento positivo !
Beijos

Tudo ou nada ... disse...

Tão gostoso quanto um dia chuvoso ao lado do seu amor.
Bjos

Lucca disse...

Saudade de você bela moça!

=)

Bruxinhachellot disse...

Adorei os últimos versos.
Bom fim de semana pra ti.

Beijos de alma.

Luciana Andrade disse...

Belo texto...
Gostei do seu espaço...

Tiago Moreira disse...

Linda chuva de versos que verte desse teu céu, lava a nossa alma.

Beijos.

JL Martínez Hens disse...

Gosto muito de sua poema.

Puse (si no quiere me lo dice y lo borro de inmediato) en mi entrada de hoy del blog como anónimo ya que está relacionado con mi pensamiento, aunque en poesia es mucho más bello.

Besos verdiblancos...

José Luis

Mr. Fart disse...

Maravilhoso! Fiquei aparvalhado com o jogo de palavras ao final,
"Sem ti (r)
Par(a) ti(r)"

Sem ti parti, sem ti para ti, senti partir, sentir para ti, sentir partir...

Que dizer, senão bendizer a sorte de ter vindo parar aqui e visto isso tudo?

Vieira Calado disse...

Muito equilibrado.
Bem escrito.
Beijinhos

Ígor Andrade disse...

Belo!

Cássio Amaral disse...

Sem palavras é um haikai legal. Vi, vi e gostei.

Beijabraços. Eflúvios positivos.

Fernando Rozano disse...

a palavra em ti flui e nela a escrita encontra lugar definitivo. essencial o texto e de uma riqueza extraordinária. lindo, Juliana. beijo.

Betty Branco Martins disse...

querida_______________Ju




.excelente o teu poema





__________"À prova"






até na





própria__________"ausência"




dA[s]




palavrA[s]_____...











beijO____C_____carinhO

Roney disse...

Ei dona Ju,

vou sumir uns tempos, mas virei, sempre que possível, ler seus textos; quase tão bonitos quanto quem os escreveu.

Por que não são tão bonitos quanto? Porque sua beleza é à prova d'água ou, alternativamente, você é linda até debaixo d'água.

Oliver Pickwick disse...

Gota preciosa, que desliza sobre uma superfície qualquer, compondo uma trilha de poesia.
Um beijo!

cheguevara disse...

tus textos son cortos
y lo dicen todo*
abracio CHE

Jordan Duailibe disse...

bons versos minha querida...sempre suave nos seus traçados...

DE-PROPOSITO disse...

Chove e me acalma;
------------
A chuva, por vezes é um bálsamo para o espírito.
Fica bem.
Felicidade.
Manuel

Novia de América disse...

Pensamento... por onde andará seu pensamento...
por dentro da minha saia o pelo firmamento?

Oi, JU: a Adriana Calcanhoto está chegando a Buenos Aires. Amanhá é o show!!!!!!!!

EDUARDO disse...

beijinhos meus, aprovei!!

Edu

Ju disse...

Roney querido;
vc me visitava e eu nem sabia...e quando registra o ar da sua graça é para dizer que vai sumir????
puxa....
: (
mesmo assim, agradeço as visitas e elogios!
beijos!