quinta-feira, 11 de junho de 2009

Eu e o Frio

(foto de Nilton Cézar Tridapalli, do Colégio em que trabalho. Eu estava sob as cobertas nessa hora!!!)

Sei o que cabe nos meus bolsos e em minhas bolsas. Sei que às vezes perco coisas dos bolsos e, outras, encontro esquecidas nas bolsas. Sei o que escolho carregar comigo; meus abrigos. Mas o que carrego, o que perco ou encontro na alma já não sei!
Porque quando acho que me encontrei, vem o frio que me mata, e isso não é metáfora! Não penso em passado, nem futuro. O presente só queria que fosse mais quente...
É lindo ver as crianças brincarem na geada, é ótimo tomar quentão com gemada. Mas eu não quero nada. Só o abrigo, físico, as cobertas, só elas. E mais horas e horas a mais para a cochilada.
Esqueço a alma, as descobertas, a calma.
Quero mais cobertas, a vida se congela! Nem blog, nem parque, nem conversa, nem passeios, nem cafés, nem nada. Só dormir e esperar o frio que me acaba.
(Não é exagero; falo dessa semana de menos dois graus no termômetro, de menos sete graus de sensação térmica, intermináveis...).
Mas tudo bem, tudo passa, o frio também...
Encoberta espero.

21 comentários:

Oliver Pickwick disse...

Aqui, há dois dias bateu 21 graus, acima de zero, é claro! Me senti como um morador da Sibéria. Temperatura como a que mencionou, abaixo de zero, é inconcebível para mim. Se por acaso houvesse uma circunstância destas por aqui, seria o fim de todos os baianos.
Um beijo!

Gazeta na net disse...

Olá minha querida
Eu sei o que é esse frio, quando o sentimos achamos que nada nos aquece, mas quando vemos de fora, afinal temos como controlar esse frio.
Fica bem amiga
Beijos perfumados

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Juliana, belo post....
Deixemos que sol nos acaricie com seus raios luminosos, para que irradie a esperança nos nossos rostos....
Beijos

rm disse...

Ei Ju,
tudogeladim aí? rss

Marcelo disse...

Gosto tanto de frio...
Tudo fica tão mais gostoso nesse clima, tão mais aconchegante, confortável, mas esse é o meu gosto que costuma ser exótico mesmo.
Sabe...Hoje eu estava escrevendo e lembrei de você.
Sei lá, deu saudades.
Decidi vir aqui após um longo e tenebroso inverno, só para ver como você está.
E vejo que você está linda como sempre.
Doideira né? Mas aconteceu mesmo =)
Pois bem, eis-me aqui outra vez.

Beijos, menina linda.

Luis Gomes disse...

Querida, te agasalha, tome quentão, vinho tinto, leia muito embaixo das cobertas. O frio irá passar. beijos de saudade.

Mr. Almost disse...

Ju?...

Vou te dizer um segredo:nunca tive frio. Não sei, por exemplo, o que é ter os pés frios... Meu corpo gera um potencial térmico que me mantém sempre quente, apesar de eu viver num país de invernos áusteros e rigorosos.

E mais: meu calor contagia, aquece, enrubesce, esquenta de tal forma que você nem lembraria dos cobertores.

Mas tenho de confessar um detalhe, porque não há nada absolutamente perfeito: Acho que as gurias ficam com um friozinho na barriga, sim!

Ando à procura de solução para isso...

Beijos!

(Yes! Beijos! Boa ideia!)

Fernando Santos (Chana) disse...

Oi Juliana, o sorriso é a vida que se abre ao outro e lhe faz chegar um raio de luz e de calor....
Beijos

Fernando Rozano disse...

o fri oaqui em Poa também andou forte e úmido, mas gosto de caminhar pelas ruas e depois entar em alguma cafeteria e sentir o café quente descendo por minah garganta. e mais tarde, o coclo continua e passará a ser primavera.
beijo, Juliana.

Adenilson Maciel disse...

gostei do texto
só num gostei d cara do nome/titulo
aisjaiosjioajsas
aujuordiehuhorp´g´rueui
inhaa..


bom
vim tbm pra dizer
q deixei o bagageiro do spaceblog.
e migrei para o:
www.bocadekabide.blogspot.com

continuo com o mesmo conteúdo interessante, engraçado e comicuzinho.

tá convidad a ir lá pra manter nossos assuntos e comentários em dia.
grande abraço.
ótimo fds
e será bm vind lá...

efvilha disse...

Sabes o que eu gostaria de ter em maior quantidade, tanto nos bolsos quanto nas bolsas? Algo de mais R$eais.
Não que eu seja dinheirista: quando chega o frio, costumo dizer aos meus amigos que eu queria ter algo mais de dinheiro, e opções nas circunstâncias de vida, para, ao primeiro sinal de frio migrar para as proximidades do equador. Depois faria a viagem de volta.
Filosofando bobagens, ou, apelando a clichê: o pior frio é aquele que brota das almas.

Elza? leia os próximos capítulos.
Adoro essas tuas pegadas feitas de letras, quando você passa por meus blogs.
Neste teu? deixo traços dos meus voos rasantes.
Beijo, querida, feito num Dezão enorme.

Cha Cha Cha... disse...

Tá frio... tá quente... tá frio... tá quente...

Salve Jorge disse...

Eu gosto do frio
E talvez seja desvario
Mas é que ele se resolve
Calor a gente aguenta
Enquanto o corpo dissolve
Não importa o que você tenta
Muito melhor no inverno
Quando perto do fogo você se senta
Atrai até um carinho terno
Um abraço e cobertor
Dá até um tempero pra companhia
Ao envolvê-la no calor
Expantando a vida fria
De perto da gente
Melhor se tiver chocolate quente
E uma vagareza no passar do dia...

. fina flor . disse...

eu amo o frio, Ju, mesmo quando a vida parece congelar, mas talvez porque eu só desfrute dele de vez em quando, rs*

beijos,

MM.

manoela disse...

ju... eu aqui morrendo de saudades do frio... tem feito um friozinho por aqui, nada sério, mas dá para dormir com um edredonzinho, coisa boa! bjão!

Cora disse...

Ju,

resolvi variar esse preponderante interesse masculino para os comments dos seus posts, menina...:p


Quem bate? - É o frio. Essa sua idéia de hibernar até que não é má...rs..."Eu acho tão bonito isso de ser abstrato, baby"!

Mas essa sensação deve ser porque com o passar do tempo vamos ficando menos resistentes (ou mais sensíveis) às baixas temperaturas e às intempéries...

Cora disse...

...tempo de recolhimento... de reconhecer que a natureza tudo contém e que a sua força é soberana...

Flavio Ferrari disse...

Somos dois a abominar o frio.
Entusiasmo, só acompanhado, debaixo do edredon, depois de uma garrafa de vinho. bj

Marcelo Novaes disse...

Ju,


Você arrancou do frio uma boa prosa poética.


Uma das boas maneiras de aproveitá-lo.


;)




Beijos,






Marcelo.

maredemimmesmo disse...

Ju, Você é linda demais.
Muito Obrigado por acreditar em mim. Tu fostes a primeira pessoa na FAP que me disse que eu poderia escrever, e depois disso, eu escrevi mais ainda, Pra CARAMBA. To indo embora e queria registrar aqui isso. Muito Obrigado mesmo. Tu é o Máximo Guria ! ! !

Bruxinhachellot disse...

E eu reclamando dos 20 graus do Rio À noite. Creio que morreria num frio assim, mas a paisagem é linda.
Beijos doces.