segunda-feira, 21 de abril de 2008

DOIS A ZERO


Os onze jogadores em cada campo estão preparados para iniciar a partida. E de um lado também temos ele- louco por futebol - e ela que nada disso entende. Entra o Juiz e uma relação estável; é o amor! Inicia a partida: Toque de bola para um dos times, ele não perde um jogo e ela decide aprender sobre o esporte. Cruzamento. Ele gosta de cerveja e ela de vinho. Um belo passe e a torcida vibra. Um ponto em comum: é realmente lindo ver a torcida vibrar! Centro-avante à direita, ela cozinha com prazer para ele que trabalhou no fim de semana e não pode ver o jogo ao vivo. Goooooooooooooooool. Mais torcida que vibra. Tiro de meta. A meta agora é um plano a dois. A bola se desloca para linha de fundo e os pensamentos dela são profundos: compreende melhor o universo masculino na tríade futebol- mulher -cerveja. Intervalo e no segundo tempo pensa um momento: a diferença é a tríade salão de beleza- criança- vinho. A certeza. Mais um gol e o time é classificado. Dois a zero e somos dois. Depois. Antes, os comentários sobre o jogo no rádio, tribuna esportiva, mesa redonda, jornal da tv. E no geral foi filme, teatro, colchões e você. Fim de fim de semana e uma felicidade: dois times que ganharam!

(para Bernardo.)

17 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá amiga Juliana, bom post...Bao dedicatória !
Beijos

Vieira Calado disse...

Belo, o verde e branco das camisolas!
Por cá, o meu club também é da cor da esperança: o Sporting.

Cumprimentos

Fernando Rozano disse...

belo diálogo com o futebol e a vida e o amor, e a realidade cotidiana. beijo, Juliana.

cheguevara disse...

Pelé, o mais grande de mundo?
abracio
CHE

Betty Branco Martins disse...

querida________Ju




excelente post________por tudO!!!:)







beijO______C________carinhO

Novia de América disse...

Ay, las cosas que somos capaces de hacer por amor, JU.

Qué sensação quando a torcida vibrar... inesquecível.

UN GRANDE BEIJO. MUITO CERTAS SUAS PALAVRAS NO MEU BLOG... FOI ASSIM!

Roberto Sena disse...

vc é mesmo uma caixinha de surpresa...rss...vc gosta de futebol???rss...beijão!
www.sampameulugar.wordpress.com
www.blogdosirmaos.com

Tiago Moreira disse...

Kkkkkk, texto delicioso, as idiossincrazias a dois: a incompatibilidade de gênios no futebol...

Sou Vasco e Bahia, mas antes de tudo sou Tiago, um torcedor non-sense, como qualquer outro.

Beijos.

P.S.: Adorei o texto, dialético!

Liz / Falando de tudo! disse...

Sera que nao vim aqui antes?
Passando por blogs que custumo visitar , cheguei até o seu, gostei bastante apesar de nao se identificar muito com o meu, e por isso te convido pra ir me visitar!
Um abraço,
Liz

Oliver Pickwick disse...

Uma crônica original e divertida. Amor e futebol, até que combinam entre si. Não é a paixão o mais importante complemento do amor?
Um beijo!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Ju, venho desejar-te um belo fim de semana...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Jordan Duailibe disse...

(risos)engraçadíssimo texto...É a verdadeira e insustentável leveza do ser.Dois seres com suas politicagens diferenciadas,mas que se combinam renovados na fórmula do amor.Muito lindo mesmo Ju,bjoes

Klatuu o embuçado disse...

Viciada! :)=

Beijo.

manoela disse...

lindas relações! o problema é quando o jogador xinga a mãe do juiz, ou rola cartão vermelho... contusões... invasão do campo pela torcida. menina, é um deus nos acuda! bjinho ju! (e manda mesmo um bjão pro luciano)

rm disse...

Não chega a ser uma goleada, mas é um belo placar...

E você? Não vai fazer nenhum gol não?

Ju disse...

hahahha... RM!!!!
como faço o gol? futebol tem sido novidade em minha vida!!
beijos.............;-)

Daniel Caron disse...

Muito bom! Sabia q o Bernardo só podia ser coxa-branca. Beijo Ju