quinta-feira, 20 de março de 2008

Labirinto do Minotauro



A porta estava aberta e ninguém disse a eles que poderiam sair. Por isso mesmo permaneceram ali, calados, agrupados e vendados. Mas depois que o primeiro tomou a iniciativa rapidamente todos o seguiram.
Cada qual para um canto; sem vendas é mais fácil perceber a dimensão da liberdade, ainda mais quando não há verdade. E sempre há alguém que fica para trás.
Eufóricos como quem quer tirar uma blusa sem desfazer as abotoaduras. Às vezes é pertinente. Mas não sempre. Porque a mão que aperta com força deixa a esmaga. E a que não aperta deixa a escapa. Vil metáfora.
Parecia filosofia barata, mas de tanto rever fotos e o passado se conclui que o ciclo é completo: um quadrado exato de quatro vezes sete anos vividos, às vezes questionados. E sempre surpreendidos pelas escolhas do querer – desejos e vaidades. E tudo o que não se sabe: o que sangra, o que adoece, o que faz sentido, o que desconhece, o que se esquece. Uma hora tudo passa.
Mas, inegavelmente, o Minotauro vive no labirinto de corredores feitos com o que surpreende, pensa, faz e é presente. É o que se sente.

12 comentários:

Roberto Sena disse...

Confesso que não li o texto, o que roubou minha atenção foi a maça de foto! Não me diga que é você?!? De resto, como estão as coisas? Beijão!
www.sampameulugar.wordpress.com
www.blogdosirmaos.com

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Juliana, quanto ao texto sem palavras...A foto como sempre espectacular !
Beijos

rm disse...

Ué Ju!

Fiz um comentário aqui e sumiu. Será que esqueci de salvar?

Ju disse...

cadê o comentário????????
:p

Anônimo disse...

acabei de ouvir sobre ti no blog dos irmãos! linda mesmo!
Tony

rm disse...

Linda blogueira,

faço a menor a idéia de onde foi parar o comentário; não me lembro ao certo do texto, mas era mais ou menos o que segue.

Precisarei de bem mais que três tentativas para decifrar este seu belo texto-dédalo:

1) Você completou 28 anos? Então és uma "juliana" de março? Bem... melhor que "marciana", né?

2) As escolhas do querer, mesmo as que não surpreendem, devem ser melhores que as escolhas do não-querer...

3) "Uma hora tudo passa". Ou não chegou essa hora. Ou não passou tudo. Ou ainda não era passa, só uva.

Nunca pensei meu tempo como um labirinto, mas como um quebra-cabeças...

efvilha disse...

No mitológico labirinto, o fio foi a salvação.
Neste labirinto construido com o tempo, estende-se um fio que jamais será recolhido.

Beijo de Renascimento e Paz, pois que Páscoa é.

Luis Gomes disse...

Ju, esses signos são partes suas, imagens e palavras. Vocês consegue transformá-las na compreensão de mundo. Belo texto de reflexão.. Beijo

Ju disse...

"RM":
acertaste um pouco em cada tentativa... completo 28 em breve, mas já sinto o fechamento do ciclo. gosto muito das suas idéias,; das políticas e das sensíveis tb!
pq se manter tão ingónito?
bjs

Oliver Pickwick disse...

"...um quadrado exato de quatro vezes sete..."
Tem uma maneira curiosa de dizer a idade.
Labirintos são labirintos, e sempre vão existir Teseus, Ariadnes, Dédalos, Ícaros e Julianas para dribá-los no momento certo.Com ou sem fio.
Beijos!

Anônimo disse...

Juliana,
li seu texto logo após completar um hexágono que totaliza 51 anos bem vividos. Por que hexágono? Numerologia amadora (rs). A soma de 5 mais 1 dá 6. Aí inventei uma figura de 6 lados. São tantos os lados que a vida me revelou... Mas o lado poético é dos mais belos. A sensibilidade para a poesia. Você respira poesia, exala vida. Bom ler o que escreve. Obrigado!
beijos e abraços inteiros
Eduardo Viveiros

André disse...

Olá!

texto muito interessante, alguma coisa de Borges no tema, na maneira concisa de contar. Eu gosto. Parabéns!